sexta-feira, 21 de agosto de 2009

Calabresa Neles!

A Britney apareceu num programa de Tv falando o que faria se ela fosse presidente dos EUA. Ela disse que só invadiria lugares interessantes e que faria uma boate na Lua.
Britney estava de biquíni falando 10 coisas importantíssimas que mudaria no mundo.
Ela ainda fez o jabá do perfume dizendo que ia fazer Osama sair do esconderijo seduzido pelo irresistível "Circus Fantasy". Fantasia no circo!
Quem é a palhaça?
Os absurdos na política dos EUA não são incomuns
Robert Burck, um dos candidatos a prefeito de NY é conhecido como Cowboy Pelado! Isso porque ele anda pela Times Square usando botas, um chapéu de cowboy e uma cueca. Mesmo debaixo de neve! Ele vive do dinheiro que ganha por posar com turistas.
No lema da Campanha ele diz que se veste como palhaço, mas se porta como homem. E não é como os outros políticos que se vestem como homens e se portam como palhaços.
"Podem apostar que eu trarei a mesma verdade nua que uso em tudo o que faço", afirmou o cowboy.
Outro exemplo engraçado na política vem da Austrália.
Com o slogan “Nós levamos sexo a sério”, o recém-criado Partido do Sexo quer apimentar o Senado de lá. A candidata do partido é uma estilista, funcionária de uma rede de “empresas de diversão adulta”. O partido surgiu depois que o governo tentou bloquear 10 mil sites com conteúdo pornográfico, não só para crianças, mas para adultos também. O partido espera diminuir a presença conservadora e discutir coisas reais e ignoradas, como a indústria do sexo. Mais de 2 mil membros aderiram nos últimos meses.
Imagina as festas de campanha!?
Saímos da parte de campanha e vamos para as leis.
Saímos também da parte engraçada dos absurdos e vamos, ainda evitando a pizza do senado brasileiro, para a parte triste.
No Afeganistão uma lei foi reestabelecida. Ela permite, entre outras coisas, que o marido negue comida à esposa caso ela não satisfaça as “obrigações” do casamento. Ou seja, sexo. Estupro legalizado! Imagina se a moda pega?
Bom, aproveito o espaço para lembra que nenhuma dessas atrocidades está tão longe assim de nós.
Em primeiro lugar, a lei brasileira inclui o sexo como obrigação no casamento, passível de processo se não for cumprida.
É sério!
E nem preciso falar a quantidade de palhaços que se candidatam, e muitas (oh! Muitas!) vezes se elegem na respeitada política brasileira.
Nesse momento me vem à mente todos os atos secretos que foram legitimados com a santidade inquestionável e ininvestigável do senhor presidente Sarney, e todos que conseguiram manter o cargo graças a isso.
Vossas excelências que me perdoem! A troca de gentilezas, cargos públicos, votos e absolvições já passou do limite faz tempo! Me pergunto se essas pessoas cheias de bizarrices poderiam fazer tão mal ao país quanto esses de terno e gravata que ocupam o Senado, isso quando aparecem lá.
Pensando bem... eu gostaria de ir numa boate na Lua...

3 comentários:

Berenice disse...

Importante que vcs gritem..... por todos os espaços... pq tem muita gente dormindo !!!!!!!!

May Guimarães disse...

Britney...quem lembra do macaco Tião que nos anos 90 o caceta e planeta,praticamente, conseguiu elege-lo...ele teve mais votos que muitos candidatos por aí...uahuah
Não sei,mentira até sei...prefiro não pensar na possibilidade de que são eles os micos de circo, ou se somos nós...

Louise disse...

Muito bom!